Skip to main content
neymar-juanfran-barcelona-atletico-madrid-la-liga_ojouxmn4aznf1g1m1wneb4rf6

Relatório FC Barcelona – FC Barcelona vs Atlético de Madrid

Processo Ofensivo

Esta será a segunda época que o antigo capitão Luis Enrique dirige o FC Barcelona. Com Luis Henrique a tradição da posse de bola e o 1-4-3-3 irão manter-se.

Na zona de construção, o lateral esquerdo (Jordi Alba) e o lateral direito (Sergi Roberto) jogaram perto da linha para dar largura ao jogo do Barcelona. Busquets e os seus companheiros de sector jogaram sempre à procura de dar linhas de passe ao portador. Busquets foi o jogador chave nesta fase porque é o responsável por controlar a orientação da bola e o ritmo imposto.

Quando o Barcelona se aproximou da zona de criação, o espaço entre o GR e a linha defensiva aumentou consideravelmente. O adversário podia ter tirado proveito desta situação.

espacio-entre-portero-y-defensas

fase-de-construcion

Na zona de criação, a pressão do Atlético de Madrid não permitiu que o Barcelona jogasse no corredor central. Deste modo, o Barcelona foi forçado a jogar por fora do bloco para progredir no meio campo ofensivo. Nos corredores o Barcelona procurou triangulações entre os médios, avançados e defesas para criar espaços.

fase-de-creacion-por-la-derecha

fase-de-creacion-por-la-izquierda

Como podemos ver na imagem, na última fase o Barcelona tentou colocar o máximo de jogadores possível, com o objectivo de ganhar vantagem numérica dentro da grande área.

faze-de-finalizacion-334

fase-finalizacion-235

Processo Defensivo

A equipa Catalã tentou colocar o máximo de jogadores possível no meio campo ofensivo. Por essa razão, quando a equipa perde a bola tem de ser extremamente agressiva na pressão ao portador. Assim, quando perderam a bola o jogador mais próximo pressionou o portador de bola enquanto os colegas formaram um losango, eliminando as linhas de passe. Quando a equipa teve de defender perto da linha de baliza, manteve o posicionamento em 1-4-3-3 com as linhas muito próximas.

presion

defensa-cerca-de-la-porteria

Bolas Paradas

Canto Ofensivo

O extremo Neymar é o responsável por executar o canto dos dois lados. Este procurou preferencialmente Piqué e Rakitic. Os restantes jogadores tentaram criar espaços para os jogadores alvo ou libertá-los da marcação. 

cornel-al-poste-1

cornel-al-segundo-poste

Canto Defensivo

O Barcelona optou por uma marcação mista nos cantos em que Piqué, Suarez e Jordi Alba marcaram à zona. A restante equipa fez marcação individual. Isto deixou algum espaço nas costas que podia ser aproveitado pelo Atlético de Madrid.

cornel-defensivo

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn
António da Cruz

António da Cruz

António da Cruz, 30 years old, with a degree in high performance in Soccer and a masters degree in scientific investigation in Sports by INEF, Madrid. Has coached U13 to U17 teams. UEFA B coach, currently in a Spanish 2nd B Division club with Analysis and Fitness Coach responsibilities. António da Cruz, 30 anos, com licenciatura em alto rendimento em futebol e mestrado em investigação científica em desporto pelo INEF, Madrid. Treinou equipas dos sub-13 aos sub-17. Treinador UEFA B, actualmente num clube da 2ª Divisão B espanhola com responsabilidades na área da Análise e da preparação física. Email: antonio.jfortes23@gmail.com

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *